Display

domingo, 27 de junho de 2010

JUVENTUDE E OS SONHOS ROUBADOS

Celina Missura
A droga destrói sua vítima e enriquece rapidinho o traficante que na maioria das vezes não é usuário e preserva seus filhos longe dela, pois sabe muito bem do potencial de destruição que a droga causa no corpo e na mente humana. A dependência se torna crônica e distorce idéias e condutas, isto é, a droga confunde e ofusca a mente do seu usuário! A cocaína, por exemplo, atua sobre o sitema nervoso central gerando essa confusão mental.

Num primeiro momento o dependente sente um forte prazer, descontração, sensação de liberdade e poder, euforia, quebra de limites, mudança de percepção, desinibição e depois vem a desolação, insônia, agressividade, alucinações, mudança brusca de humor, perda da auto-estima, vergonha, culpa, inquietação. Aí se droga novamente porque já não tem controle sobre a própria vontade e escolhas e muitas vezes nessa trajetória encontra a morte!
Os neurônios morrem em consequência da cocaína provocando assim, arritmia cardíaca, disturbios nervosos, perda de memória etc.... Os danos são irreversíveis
Constata-se que o dependente não aceita que a droga seja um problema e rejeita qualquer tipo de ajuda.

Esse drama está hoje, atingindo famílias de todas as classes sociais que diante de um filho drogado sentem-se impotentes.

Precisamos, nós adultos e educadores, quebrar tabus e falar abertamente com os jovens e adolescentes sobre o assunto com mais firmeza e propriedade, instalando em nossas comunidades (Escola, Igrejas, Associações etc..) o tema como debate permanente.

Ao mesmo tempo oferecer a essa juventude tão exposta ao perigo da droga, o esporte, o lazer e aconchego familiar, a fé, os valores para que possa escolher continuar sonhando com um mundo melhor.

Questionamento: O que você está fazendo concretamente para as crianças e jovens da sua família? Partilhe aqui suas iniciativas e sugestões


Centro de recuperação de dependentes químicos - Fazenda Esperança - Guaratingueta SP
(Foto- crédito Celina Missura)





11 comentários:

Flavi disse...

Olá Celina, parabéns pelo post.
Eu converso muito com meus filhos, e sempre falo dos problemas causados pelo uso de drogas. Tento não "forçar a barra" como eles dizem, sempre discutimos muito o assunto em momentos que estamos assistindo os noticiários em especial os que falam a respeito. Drogas é o meu maior medo... Nunca usei, mas sempre houve uma pessoa ou outra me oferecendo a vida toda, espero conseguir passar para meus filhos os mesmos valores que minha família me passou a vida inteira... Espero que assim como eu, eles saibam dizer não às drogas.

Obrigada pelo carinho da visita.

Beijos

Isadora De Leão Moreira, 8 ano disse...

Profe, eu penso que devemos dar confiança aos nossos filhos e falar para eles sobre td tipo de assunto, principalmente sobre as drogas e as suas concequencias. Palastras e entrevistas com ex-viciados, devemos mostrar a realidade ao mundo, aos nossos familiares, e a nós mesmos que droga é ruim, droga mata. Todos devemos dizer não a maldta droga!!!

Vinícius Brandimarti disse...

As drogas acabam com o usuário, fazendo ele perder a conciência e fazendo-o ver coisas esquisitas. No começo, o usuário se sente forte e tem o prazer da liberdade de usar drogas, mas depois ele fica mal-humorado e envergonhado, por isso temos que trazer os dependentes para comunidades que possam cura-lo

Anônimo disse...

olha as drogas fazem isso mesmo com as pessouas elas pressissao disso elas so querem isso mas navaerdade elas so pressissao de um tratamento

Anônimo disse...

por gustavo

Anônimo disse...

por gustavo (COMENTARIO ACIMA)

Caio Ribeiro disse...

Bom post, gostei. Eu concordo que deve-se falar sobre drogas nas escolas, igrejas, associações e etc. É um tema muito importante, e pode salvar muitas vidas. E não basta só falar, pois este assunto já é muito comentado. Os jovens devem ser esninados e concientizados.

Anônimo disse...

O post, comenta simplismente a realidades que alguns não enxergam, aliáis todos nós enxergamos o problema mais muito de nós nao assumimos as responsabilidades ou seja sabemos que é errado mais optamos por fingir que não. Essa é so minha opnião.
Mais parabens Celina está muito bom.
Pilar Belotti 9ºA

Anônimo disse...

Eu penso que devemos dar confiança a essas pessoas e falar para elas sobre as drogas e as suas concequencias.Devemos mostrar a realidade,aos nossos familiares, e a nós mesmos que droga é ruim, droga mata. Todos devemos dizer:NAO à droga.

FABIO MANDIA Nº7 9ºANO

Anônimo disse...

bem minha mae sempre me enxe o saco por causa de drogas pois meus tios por parte de mae eram usuarios de drogas a pouco tempo atras mais ainda bem que eles sairam pelo afeto e carinho
Pedro 9ano nº19

Anônimo disse...

Eu achei muito interresante,porque as crianças e adolecentes,estão deichando seus sonhos para tras investindo tudo na droga,o adolecente ou a criança,ganha com a droga simplismente a MORTE,e o traficanti acaba ganhando dinheiro.Eu gostei muito desse post,porque tem varias crianças,adolecentes e até adultos,que precisam ter força de vontade para sair de um vicio que chamamos droga.

Rodrigo Atet Cortizo,6 ano