Display

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

MARIA, APENAS UMA MAE


Maria, apenas uma mãe

(você acha pouco?)

 

Na tela de meu computador pessoal, aqui em casa, mamãe me vê com seu olhar puro e um sorriso triste. Ah! Dona Ana! Depois daquela foto você se foi! Não? Definitivamente, não! Você continua comigo e me acompanha, como eu e os cinco irmãos acompanhamos os seus passos na casinha de chão batido. Foram nove meses dentro de você. Você se lembra? Em volta, pobreza de dar dó. Em você, aconchego e paz. Pouco pão e muita fé.  Com estes alimentos bem misturados, bem repartidos, e uma pitada de suor .... crescemos!

Você lembra o que acontecia quando o pai punha a mão na barriga para puxar a cinta? Você logo se punha entre ele e o desobediente.  Você me salvou de umas boas...

E ainda sinto na pele suas mãos calosas me afagando: “Calma, calma... isso passa!”. E a dor de ouvido ou de barriga (quantos vermes....) passava. Passou! Assim como o tempo, este peralta que passa a perna em todo mundo.

Hoje, cabelos brancos, você ainda me ajuda. É só chamar você e a dor da alma passa. Mas nem sempre você consegue tudo. Afinal, você não é Deus. É apenas uma mãe. Mas você é esperta e muito prudente quanto aos seus limites. Então, nos ensinou que há outra mãe. E nos dizia: “No aperto, digam: ‘Ave Maria, Cheia de graça.... rogai por nós, agora e na hora da nossa morte...’”.

E assim temos feito desde então. E não é que funciona mesmo?  Quando a gente está numa gelada com Deus e Ele está preocupado com alguém mais importante, é Maria quem lhe puxa o manto, assim como fez em Caná, lá na Galiléia.

Veja, dona Ana: O pai é quem decidia os nossos passos, mas era você quem o aconselhava: “Ouça o menino. O que ele quer é porque ele precisa”. E o “seo” Gregório se dobrava.

Assim é com Deus: Ele é quem decide. Mas não custa pedir a Maria. E ela vai puxar o manto do seu filho: “Ó meu! Ouça o menino (somos sempre crianças), o que ele quer é porque ele precisa”.

É assim, sem tirar e nem por, que eu “vejo” Maria. Jamais dona do meu destino, jamais uma deusa, apenas uma mãe. E olha que não é pouco...

Dona Ana, boa tarde e um beijo!

Seu sempre Pedrinho

 Pedro Miskalo (misk66@hotmail.com)

2 comentários:

GENI disse...

Concordo plenamente que Mãe Maria foi uma mulher escolhia por Deus e enquanto ela era viva ela aconselhava seu filho defendia das surra de seu pai que era Jose, mas eu creio que a palavra de Deus que é a bíblia nos relata que Mãe Maria ela era uma mulher de carne e osso assim como todos nós e quando ela morreu ela se juntou com os que andavam com Deus com os que falavam com Deus ela se encontra juntamente com todos os que morreram com cristo e hoje estão descansando na borda dos cordeiros e ela só voltará após o arrebatamento quando Jesus descerá com sua igreja e agora ela jamais poderá interceder por nós porque o único que está ao lado de Deus Pai é Jesus Cristo e Ele é o único que pode interceder por nós.
Segundo a palavra de Deus Jesus Disse:

Joa 14:6 - Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.
Ao meu entendimento Somente quem poderá interceder por nós é Jesus Cristo.
Salomão Davi, Jacó, Abrão, Moises e muitos outros profetas que falavam com Deus e outros que andaram com Jesus todos eles hoje descansa até a nova vinda de Jesus Cristo.
Mãe Maria uma mulher honrada, virtuosa a quem devemos toda nossa admiração e respeito hoje ela descansa, mas ela deixou o seu filho para nos consolar, exortar e nos edificar esse filho se chama JESUS CRISTO, e após a sua morte Ele rasgou um véu que separava nós de Deus e se juntou a Deus Pai e hoje você tem toda a liberdade de pedir a Deus pai em nome de se Filho Jesus Cristo, Jesus morreu, mas para não nos deixar sozinhos Ele nos enviou o Espirito Santo de Deus "o consolador". E quem atua hoje na terra é O CONSOLADOR O ESP. SANTO. DEUS PAI FILHO E ESP. SANTO UMA TRINDADE O QUE CRIOU OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELA HÁ. ÚNICO EXCLUSIVAMENTE ÚNICO, mas Ele Deus nos deu a liberdade de escolher entre a liberdade e a escravidão.

Franci Gongora L. Ferrazoli disse...

Minha avó (apesar de simples, uma mulher sábia) dizia: Pede à Mãe que ela intercederá por você junto ao Filho...E assim é. Tenho recebido muitas graças pedindo à Nossa Mãe Maior. E isso me dá mais certeza da Sua força junto a Jesus. O Pedro foi de uma sensibilidade incrível em saber colocar em palavras o que tenho recebido em graças...Dê meus parabéns à ele, Celina.