Display

terça-feira, 21 de setembro de 2010

ACRE

Sory Yane Gonçalves (Rio Branco)





O Acre fica localizado ao extremo oeste do Brasil. Ocupa uma área de 152.581,4 km², e possui aproximadamente 600 mil habitantes. Além da fronteira com o Peru, a Leste, o Acre tem também como limítrofe a Bolívia, no Sudeste. O Acre faz divisas com os Estados brasileiros, Amazonas ao norte, e Rondônia a leste.
A capital Rio Branco foi fundada em 28 de dezembro 1882, quando o Estado ainda era de domínio dos bolivianos, por uma empresa que explorava borracha dos seringais. Outras localidades importantes são: Cruzeiro do Sul, Feijó, Sena Madureira e Assis Brasil.



Rio Branco



Cruzeiro do Sul




Feijó



Sena Madureira


Assis Brasil


Até recentemente, o Acre estava com dois fusos horários de diferença em relação a Brasília; desde 2008, o Acre passou a ter apenas uma hora a menos em relação à capital federal.
O transporte fluvial, concentrado nos rios Juruá e Moa, a oeste do estado, e Tarauacá e Envira, a noroeste, é o principal meio de circulação, sobretudo entre novembro e junho, quando as chuvas deixam intransitável a BR-364, que liga Rio Branco a Cruzeiro do Sul.



A agricultura é baseada na cultura de mandioca, feijão, cana-de-açúcar e arroz. A indústria de transformação compreende pouco mais que algumas serrarias e pequenas fábricas de rapadura e de farinha de mandioca e seus derivados. A pesca é praticada em pequena escala, sendo na maioria dos casos de subsistência.



A cultura do Acre é muito parecida com a dos outros Estados da região Norte,por causa da intensa atividade extrativista, que atingiu o auge no século XX, atraiu brasileiros de várias regiões para o estado. Da mistura de tradições sulistas, paulistas, nordestinas e indígenas surgiu uma culinária diversificada,a comida típica utiliza o pato e o pirarucu, que herdou dos índios, e o bobó de camarão, vatapá e carne de sol com macaxeira, trazido do Nordesre.


No artesanato os artigos confeccionados com materiais extraídos da floresta amazônica. Usina de arte João Donato, importante polo de produção e difusão cultural.



Do seringal surgiu a figura do seringueiro, que colaborou em momentos importantes da história brasileira para o desenvolvimento do país, trabalhando duro na extração do látex na floresta amazônica. Da floresta também surgiu Chico Mendes, que hoje é considerado referência internacional na luta em defesa da Amazônia; Chico Mendes foi assassinado em 22 de dezembro de 1988 e ganhou um prêmio único da ONU, o Prêmio Global 500 Anos, por defender e proteger a floresta amazônica.
Acre já foi retratado como cenário histórico no cinema e na televisão, interpretado por um numeroso elenco de atores consagrados na minissérie Amazônia, de Galvez a Chico Mendes (2007), da mesma autora das telenovelas América (2005) e Caminho das Índias (2009), a acreana Glória Perez.

(Fotos e dados da Internet)

3 comentários:

Anônimo disse...

O Acre é um exelente estado que lutou pra ser brasileiro, o vermelho da estrela de nossa bandeira representa o sangue derramado por bravos heróis que venceram a luta tornando nosso estado territorio brasileiro. Um lindo estado com riquezas naturais e belas paisagens, venha conhecer o Acre e nossa cultura garanto que ao conhecer irá se encantar! Gostei muito do post, otima iniciativa de mostrar a cultura brasileira que merece ser divulgada, pois cultura nunca é demais.

Celina disse...

Eu gostaria imensamente de conhecer o ACRE e por isso fiz questão de ter no meu blog alguma coisa sobre esse estado. Para isso tive a colaboração da acriana Sory Iane. Se mais algum acriano quiser desenvolver um artigo sobre os costumes e festas folcloricas e religiosas da região é só me mandar.

Jesueude Borges! disse...

Oi querida passando para deixar meu carinho... achei bem interessante...bjkas e bom fim de semana.